quinta-feira, 19 de janeiro de 2006



A TERNURA DO CORAÇÃO
Quando o coração capta o sentimento
Faz de um tudo
Para que haja um envolvimento
E haja dispositivos
Para que os seres tenham um rápido relacionamento.
A respiração é acelerada
O sangue pulsa nas veias
Diante da pessoa amada
Nervosismo
Embaraço nas palavras
Pernas bambas
Faces coradas.
O pensamento tem vontade própria
O exterior fica completamente distante
Insônia, sonhos direcionados...
Desejos intensos, desempenho importante.
Tudo é voltado para os caminhos do coração
E no coração o amor torna-se, ilimitado.
A ternura é expressa
O carinho é impresso
Havendo vestígios ou não de progresso.
Mais mesmo se a junção se confirmar
O dia da separação certamente, virá
E a única coisa que poderá ser levado
Será a dedicação, o respeito e a paciência com o ser amado.
Comprometer-se, afetivamente com outro
É abraçá-lo, em toda a sua natureza
Confiando e o deixando completamente livre
Compreendendo que para o amor,
o céu é apenas, o limite.
Akeza
Recadinho:- Me ausentarei por uns dias...
Desejo toda sorte deste mundo pra ti...
Beijokasss...

4 comentários:

  1. puxa vida hein miga...q bonito isso..rsrs adoro romantismo.....

    bjosssssss te mais

    ResponderExcluir
  2. Vai sair de férias então.

    Cuidado que o verão é penoso! :D :D :D

    ResponderExcluir
  3. Oi Lisa,

    Criei um novo blog, mas foi no yahoo, achei o espaço super bacana... posso acessar minhas listas de discussão.
    Passa por lá ok?

    http://360.yahoo.com/crissyntics
    http://crissy05.blog.uol.com.br

    bjus
    E bom fim de semana... quase sexta!!

    ResponderExcluir
  4. Gostou da surpresa? Eu tb gostei do poema mas gosto mais de quem o mandou.

    Beijinhos

    ResponderExcluir

"Um dos milagres da minha vida
é simplesmente ter conhecido você!"
Obrigada pelo carinho...
Beijosss...