quarta-feira, 9 de janeiro de 2008




Espelho das Águas
Peroladacoroa



Eis que busco a resposta na margem do rio
Onde os primeiros raios de sol resplandecem
Onde o meu olhar perde-se a procura do teu
Que se faz dádiva no espelho das águas .

Ali sento-me para fitar o encontro do rio com o mar
E deixo que flua em mim o amor
Para que a mente crie um novo soneto de carinho
Que te entregue todo o meu ardor .

A espera é árdua, dura de se suportar
Deito-me naquelas margens serenas
Para delas poder retirar
A serenidade que me falta,nessa ânsia de amar .

Eis que com meus olhos fechados
Escuto passos na areia, és tu que vens ao meu encontro
Trazendo todo o teu encanto, minha calma na tua alma repousa ...
Sentamo-nos ali abraçados para assistir ao alvorecer .


Deixando beijinho docim no teu coração...
Smacksss...

4 comentários:

  1. Perola da Coroa... poetisa exclusiva.....??? Sempre palavras de encantar e sonhar...transmitindo os teus sentimentos.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Lumife: Sim exclusividade...pq transmite sentimentos de amor único...
    Beijosss...

    ResponderExcluir
  3. Agradecido pelos parabéns.

    Já te falei nisto mas volto a questionar: Para quando poemas teus. A tua sensibilidade por certo te inspirará e teríamos assim belos poemas de amor...
    Vou esperando...

    Tem um bom dia.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Olá Deusa da Doçura...que carta de amor...ditoso aquele por quem bate o teu maravilhoso coração...


    Doce beijo

    ResponderExcluir

"Um dos milagres da minha vida
é simplesmente ter conhecido você!"
Obrigada pelo carinho...
Beijosss...